quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Diretamente de Londres!

Tive grande dificuldade para começar este relato. O motivo? Vários. Afinal, as palavras se ausentam quando o assunto é Londres. Com isto, lanço um desafio para cidades como Paris, Roma ou qualquer outra: superem Londres. Haha. Me encantei com a cidade, com as pessoas, com o clima, com as ruas, com a paisagem que tinha do lado de fora da minha janela. Terra de estrelas e intelectuais, o charme é inexplicavel. As cabines vermelhas de telefone, que descobri ao final da viagem que também servem como mictório para os mal-educados, os ônibus vermelhos...
A ida para Londres já teve sua graça: perdi o vôo! A multa nao teve graça alguma, mas a viagem estava perfeita demais! Precisava de um salzinho! Alguma coisa tinha que dar errado! Na verdade, nao sei ate que ponto deu errado, nao. No mesmo dia, um aviao nao conseguiu pousar em Londres...vai saber o que o destino evitou, nao e mesmo? Minha primeira noite em Londres nao foi nada britânica: cheguei super tarde e ainda comi no Mc Donald's. Alugamos um quarto, ou um dorm, dentro de um prédio universitário. Ou seja, só tinham estudantes internacionais. Foi bem divertido...Mas quando digo que aluguei um quarto, eu estou exagerando. Aluguei uma cama...Haha! Realmente, até entao, nada de "britanico" na minha viagem...Nem chovendo estava! Mas os próximos dias prometiam. Previsao de chuva e neblina...O charme que faltava! O prédio no qual alugamos um "cantinho" (nao levem a mal, realmente era um "cantinho" muito bom!!! hehe), ficava ao lado do museu da Madame Tussaud, na Baker Street. Sim! Na própria Baker St! Para os amantes de Sherlock Holmes, havia até uma grande estátua de cobre do detetive mais famoso da história! "Elementary, my dear Watson!".
Londres me surpreendeu já pela manha. Depois de um cafe-da-manha nada tradicional, fiz um tour a pé por Royal London. Tudo lá, na minha opiniao, é "royal", mas nesse tour específico, conheci o Buckingham Palace, Hyde Park, Houses of Parliament, Big Ben e Westminster Abbey. Seria um crime muito grave dizer que esperava mais do Buckingham Palace? Bonito? Claro. Grande? Demais! Mas eu esperava me deparar com um palácio retirado diretamente de um conto de fadas, ou algo assim! E nao foi bem por aí... Pelo menos tive a sorte de ver a troca da guarda! Que sincronia! Hehe. A pena é que eles estavam usando um casaco cinza e nao consegui ver o uniforme vermelho! Mas valeu a pena! Notei que a monarquia gera uma grande polêmica entre as pessoas. Monarquia ou nao? Sim sim sim! =). Enfim, depois de almoçar com o Will (Príncipe William, meninas), "conheci" o Hyde Park. Entre aspas pois, na verdade, nao entrei. Uma pena, mas nao deu tempo! E viajar por pouco tempo é realmente uma luta contra ele! O Parlamento, Big Ben e Westminster Abbey sao incriveis, fantasticos! Me senti dentro de um cartao-postal! Alias, o Big Ben foi minha paisagem predileta. É engracado como um dia vemos as paisagens mais lindas do mundo em livros ou revistas e no outro, estamos lá, diante da mesma. Isso é o grande encanto de viajar...De conhecer um mundo que, até entao, estava preso em molduras. Uma curiosidade: para dirigir um taxi em Londres é preciso muito estudo! Pelo menos dois anos e meio! Um taxista britânico deve conhecer todas as ruas da cidade e somente conseguem a permissao para dirigir depois de passarem por uma prova. E geralmente, a pessoa é reprovada de 10-12 vezes antes de conseguir passar! Além de conhecer as ruas, devem conhecer os principais pontos turísticos, restaurantes, casas de show etc. Interessante, nao?
Nessa mesma tarde, fui ao show Mamma Mia! da Broadway! A trilha sonora do show é todo do grupo ABBA! Onde melhor que na Inglaterra para assistir esse show?! Dois dias depois, fiz o tour por "Old England", onde conheci as famosas pontes britânicas: Tower Bridge e London Brigde! Nao confundam uma com a outra! A ponte mais famosa é a Tower e nao a London...verdade! Muitas pessoas trocam as duas e acabam fazendo besteira, como a Fergie do Black-Eyed Peas (vejam o video da música "London Bridge". Filmam a ponte errada!). Enfim, só um pouco de cultura ao blog! Ah, sabiam que o Big Ben é na verdade um sino? E nao somente um relógio? (fantastico!) Pois é, muitos também se confundem! Ou seja, Londres é uma grande confusao! Uma deliciosa confusao! Hehe. As vezes penso que me animei demais com essa cidade. Será? Acredito que nao! Nao tem como nao se animar quando de um lado se pode ver o Big Ben e do outro o London Eye! Ah, o London Eye é um imensa roda-gigante com visao panorâmica da cidade. Estava em manutençao, mas amei de qualquer forma! Conheci também o British Museum! Finalmente, vi a famosa Rosetta Stone! "Ao vivo" é realmente impressionante! Como uma simples pedra pôde definir tanta coisa e desvendar um passado desconhecido? Um avanço para a compreensao humana e para a escrita!
Continuando nosso tour...Notting Hill! Depois de um "traditional british breakfast" no 12th House, fomos até a feira livre do bairro mais charmoso da cidade! Antigüidades, bolsas, frutas, all-star, roupas, postais, malas e tudo mais que possam imaginar estava à venda! Inclusive, três barras de chocolate Lindt ao leite por 1 libra! Acreditem se quiser! Claro, Londres nao seria Londres sem uma chuvinha e um vento gelado! Pronto! Meu passeio estava completo! Bom, na verdade, se completou depois do meu almoço com o Hugh Grant...Aiai. Passei a tarde muito bem, obrigada. A noite em Londres é bem agitada e muito concentrada! Parece que toda a cidade vai ao Picadilly Circus! Primeiro aos pubs e depois às boates. E foi o que eu fiz! Gostei bastante da noite londrina! Mas nao merece mais do que algumas linhas =).

"By seeing London, I have seen as much of life as the world can show" ou até mesmo, "there is in London all that life can afford".

Próxima parada: Budapeste, Húngria!

2 comentários:

rita cury disse...

Minha jornalista predileta,

Quero deixar aqui postado, não como fato incomum, o quanto gostei do texto sobre Londres e a minha satisfação, que aumentava ao longo da leitura, ao perceber que essa cidade cinzenta passou a ser especial pra você como é para mim! Mais uma vez, você criou um texto inteligente, informativo e bem humorado, inspirada, certamente, por tudo o que viu e viveu nessa cidade de charme inigualável... Hummm...cheguei a sentir o ventinho gelado!

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado